Portal de Esportes

Sabado, 02 de Marco de 2024

ATIVE o sininho 🔔 Ao vivo

Notícias/Futsal

Torneio de Futsal Feminino "Esther Martins dos Santos" é marcado pela emoção!

Competição que prestou homenagem à jogadora da Ferroviária falecida em novembro do ano passado teve discursos emocionados e partidas equilibradas.

Torneio de Futsal Feminino
Divulgação
Imagens
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando
 
 
Quem marcou presença no Gigantão no Domingo 10/12 certamente se emocionou com a abertura da 1ª edição do Torneio de Futsal Feminino "Esther Martins dos Santos", competição disputada ao longo do dia e que encerrou a programação da Semana de Comemoração dos Direitos Humanos. O torneio prestou uma homenagem à atleta da Ferroviária que faleceu no dia 4 de novembro do ano passado, após sofrer um mal súbito durante o treinamento no CT do Pinheirinho. Esther tinha 15 anos e defendia o time sub-17 das Guerreiras Grenás.
 
A secretária de Saúde, Eliana Honain, que representou o prefeito Edinho, também valorizou a homenagem. "Agradeço principalmente pela presença dos pais. Acredito que seja realmente muito difícil para vocês retornarem aqui, mas hoje Araraquara faz questão de reconhecer uma jovem atleta que teve um sonho e veio competir esse sonho aqui em Araraquara. E aqui a Esther pôde ser feliz. Foi pouco tempo, mas o que conta é a intensidade e não a quantidade. Então é muito importante trazer essa mensagem de que é importante perdurar a memória das pessoas. Futebol feminino é algo extremamente importante para o município de Araraquara e temos muito orgulho disso, porque somos um grande celeiro. Com certeza, se Esther tivesse a possibilidade, seria uma grande estrela a brilhar aqui, mas quis os desígnios que ela fosse brilhar lá no céu. É difícil e emocionante para nós, mas ela está eternizada no município de Araraquara", destacou.
 
A vereadora Fabi Virgílio (PT), que representou a Câmara Municipal de Araraquara na solenidade de abertura, falou sobre a importância de eternizar o nome de Esther na cidade. "Sabemos do desafio que é perdermos alguém, principalmente para quem convivia muito de perto com a Esther. A gente quebra e não tem conserto. Quando eu sentei com a Renata Fattah para ajudar a organizar a Semana de Direitos Humanos e começamos a trabalhar, decidimos homenagear a Esther no torneio de futsal. Olhei para ela e falei: vamos colocar em lei, porque a passagem da Esther não foi em vão para a nossa cidade. A passagem da Esther gerou uma semente que vai prosperar outras Esthers nos nossos corações. Nós aprovamos a lei na terça-feira e agora a Esther ficará eternizada conosco todos os anos, então todo mês de dezembro o torneio de futsal com o nome dela estará conosco para homenagear essa menina que passou na nossa cidade com tanta valentia e coragem. É uma forma de Araraquara agradecer essa guerreira, que segue guerreira e abre espaço para outras guerreiras aparecerem", comentou.  Os pais de Esther, Jeferson e Maria Aparecida, vieram de São Paulo para marcar presença no evento. Em sua fala, a mãe relatou os desafios enfrentados pela filha em sua caminhada para se tornar jogadora de futebol e de viver longe dos pais. "Ela tinha um sonho e buscou esse sonho, que era de ser atleta, ser jogadora. E ela alcançou. Então busquem o sonho de vocês, mesmo com todas as dificuldades. Ela partiu, me deixou aqui, mas estou feliz hoje por ver o nome dela gravado no futebol feminino. Muito obrigado a todos", salientou Maria Aparecida.O discurso foi reforçado pelo técnico Adailton Galdino da Silva, que treinou Esther na capital paulista, antes da menina seguir para Araraquara. "Ela fez o que mais queria, o que mais desejava, que era o sonho dela, de estar em uma grande equipe. Eu apoiei, disse o caminho que era para seguir e ela seguiu com bastante garra e determinação. Eu trabalho há 23 anos com o futebol feminino, fomentando, e só eu sei a dificuldade que as atletas passam para conseguir um espaço como esse que temos aqui hoje. Em nome das atletas, agradeço à cidade de Araraquara", frisou.O evento também contou com a equipe Canela Grená, formada por secretárias, coordenadoras e gestoras municipais, entre elas a secretária de Esportes e Lazer, Milena Pavanelli; a secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Jacqueline Barbosa; a presidente da Fundesport, Roseli Gustavo; a coordenadora de Direitos Humanos, Renata Fattah; a coordenadora de Trabalho e Economia Criativa e Solidária, Camila Capacle; a comandante da Guarda Civil Municipal de Araraquara, Juliana Zaccaro; a gerente do programa Coopera Araraquara, Vivian Pacheco; a e-coordenadora de Justiça e Cidadania, Marina Ribeiro da Silva; a assessora da deputada estadual Thainara Faria, Daniela Prates; e a ex-atleta do futsal de Araraquara, Janaíne Camargo. Também estiveram presentes o coordenador de Esportes de Alto Rendimento, Edio Lopes; e a coordenadora de Políticas para Mulheres, Grasiela Lima.
Competição acirradaO torneio contou com uma categoria livre, para atletas a partir de 15 anos, e teve 12 equipes inscritas e 123 atletas inscritos. O título da 1ª edição do Torneio de Futsal Feminino "Esther Martins dos Santos" foi a equipe Stars, venceu o time Fundesport A nos pênaltis por 3 a 2, após empate sem gols no tempo regulamentar.
Na premiação, as campeãs presentearam os pais de Esther com a taça, o que tornou a comemoração ainda mais emocionante. Também foram premiadas Michele do Nascimento, do Fundesport A, que foi a goleira menos vazada, e Nicolle Caroline de Oliveira Jorge, do Fundesport B, que foi a artilheira da competição.O torneio foi organizado pela Prefeitura de Araraquara por meio da Coordenadoria de Direitos Humanos, que integra a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Participação Popular, em parceria com a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer. Os outros times participantes foram 2 Toques/Tossan FC, Atenas FC, Araraquara Araraquara Fundesport B, Irreal Madrid, Kitsune, Kunhã-Atã (nome indígena que significa Mulheres Fortes), OAB Araraquara e Convidadas, Las Ninas e União Douradense.
 
 

 

 

 

 
FONTE/CRÉDITOS: Secom - Prefeirura de Araraquara
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!